Festas e Romarias
Senhora da Peneda

Peneda era uma das brandas que o povo do Soajo tinha pela serra. Reza a História que foi neste sítio que apareceu a imagem da Senhora da Peneda ou das Neves. Implantada uma ermida no século XIII, o culto de Nossa Senhora da Peneda aumentou gradualmente, afluindo milhares de romeiros ao longo do ano, mas muito especialmente na primeira semana de setembro.

O templo enquadra-se harmoniosamente em majestoso trecho da serrania, tendo ao longo do pictórico vale vinte capelas onde se evocam as cenas bíblicas de maior intensidade, precedida de um átrio com as imagens dos quatro evangelistas. Culmina, este invulgar santuário, por um condigno pórtico e escadaria com patamar onde se ergue uma imponente coluna encimada pela imagem de S. Miguel Arcanjo.

Foi nos últimos três séculos que o Santuário beneficiou de maior impulso, sob os pontos de vista espiritual e material, a ponto de constituir, no presente, o Altar de Fé mais em evidência na região setentrional do país.

A Festa da Senhora da Peneda é anual e tem a duração de uma semana, entre dia 31 de agosto e oito de setembro. O dia 6 de setembro ainda é o apogeu da festa a que não faltam as cantigas ao desafio acompanhadas pelas concertinas.No dia 2, é o Sagrado Lausperene, com o Santíssimo Exposto. No dia 6, tem lugar a procissão eucarística, às cinco da tarde, descendo a escadaria e voltando ao Santuário, com bênção dada do coro. A procissão das velas é a 7 de Setembro e, um dia depois, às 11 horas, tem lugar a Festa de Nossa Senhora da Natividade, com missa instrumental e procissão do «Adeus».

A animação da festa passa muito por música popular e calcula-se que serão várias as centenas de concertinas e cantadores ao desafio que, nas noites de 6 para 7 e 7 para 8, demandarão as terras da Peneda.